segunda-feira, 13 de junho de 2011

CUIDADO COM A ELETRICIDADE ESTÁTICA


Diariamente realizamos algumas atividades que podem gerar cargas elétricas em nosso corpo. O simples fato de coçar a cabeça esfregando os dedos por entre os cabelos, por exemplo, pode criar o que é conhecido como eletricidade estática. O maior risco que temos com isso é de tomar um leve choque (você já levou algum ao simplesmente se segurar na barra de ferro de um ônibus coletivo? Bingo!). Mas se essa carga for transmitida para equipamentos eletrônicos, podem haver danos e prejuízos.
É importante que você esteja atento(a) à eletricidade estática quando for manusear qualquer peça de hardware. Mesmo as menores descargas são capazes de danificar um ou mais componentes, principalmente os mais sofisticados, onde o espaço entre isoladores e circuitos internos é microscópico.
Uma forma prática de prevenção é, antes de manipular uma peça, tocar em algum material que dissipe a energia estática presente no seu corpo. Paredes, móveis e objetos metálicos servem para isso. Para quem é técnico e trabalha frequentemente com hardware, o ideal é utilizar pulseiras antiestáticas que ligam o pulso a tais superfícies durante todo o tempo em que uma placa precise ser manuseada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.