sexta-feira, 11 de maio de 2012

6 dicas para manter seu perfil saudável no Facebook

6 dicas para manter seu perfil saudável no Facebook

Norton separou algumas dicas para que o internauta possa se prevenir de vulnerabilidades e armadilhas na rede





Segurança - Facebook

O acesso à internet ampliou as possibilidades de acesso às informações e diminuiu diversos espaços físicos. Neste processo evolutivo, as redes sociais sugiram para promover o engajamento a favor de determinadas ideias, além de aglutinar pessoas em grupos de interesse em relação a alguma causa. 
 
Sob esta realidade, o Facebook despontou como a maior e principal mídia colaborativa já que, todos os dias, processa 26 bilhões de conteúdos, promove 2 trilhões de cliques e conta com mais de 400 milhões de visitas à sua rede.

Além de estimular o compartilhamento de conteúdo entre diversos públicos, a rede social atrai, cada vez mais, os olhares dos malfeitores virtuais e cibercriminosos. Por isso, a Norton separou algumas dicas para que o internauta possa se prevenir de vulnerabilidades e armadilhas na rede.

Veja as dicas nas páginas a seguir.

Curtir e compartilhar

Esta é a fraude mais comum no momento e, geralmente, o usuário é estimulado a curtir e compartilhar certo conteúdo para receber algum tipo de prêmio ou acesso a algo prometido. Também existe a variação de quando a pessoa é imediatamente direcionada a responder uma pesquisa ao endossar determinada informação. Para se ter uma ideia, cada questionário respondido rende ao autor da enquete uma comissão que varia entre US$ 0,50 e US$ 20. E mais: o moderador ganha o "direito" de acessar informações sigilosas.

Na maioria das vezes, é muito difícil distinguir se o conteúdo é maléfico ou não. Por isso, a recomendação é que os usuários estejam sempre atentos ao acessarem qualquer tipo de dado, principalmente, se forem questionados por informações pessoais. Ser cético e crítico são opções sempre válidas. De qualquer forma, ao identificar uma ameaça, as pessoas podem reportar e marcar o conteúdo com Spam, informando ao Facebook.
Segurança - Facebook 
Curtir conteúdos invisíveis

Ao acessar alguma informação que lhe é interessante, o usuário pode estar, na verdade, curtindo um conteúdo invisível, que pode ser danoso. Por exemplo, as pessoas acreditam que clicaram para assistir um vídeo, mas, na verdade, estão dando um "Like", sem saber do que se trata. O alerta vale para os internautas terem cuidado constante no acesso aos links, assim como no teor das mensagens, principalmente, aquelas que promovem imagens e vídeos.
Aplicações maliciosas

Esta é uma das mais velhas fraudes encontradas no campo da social media. Atualmente, ocupa a terceira posição no ranking, sendo que, até o final de 2010, era elencada como a principal forma de ameaça. Geralmente, o público é atraído a instalar aplicações maliciosas, acreditando que são indicadas pelo Facebook. Porém, ao acessar um conteúdo duvidoso, o usuário permite que o fraudador acesse o seu perfil e publique informações a partir dele.  Por isso, é extremamente importante que se tome cuidado ao baixar uma aplicação. Atenção redobrada para aqueles Apps que demandam muitas permissões e questionam demais. Na dúvida, não instale nada.

Marcar imagens e fotos Uma atividade comum no Facebook é colocar uma tag (marcação, em inglês) de amigos em fotos, imagens e mensagens, promovendo uma interação ainda maior entre as pessoas. Mas é necessário ter cuidado porque, algumas vezes, o navegador social pode ter uma surpresa e ser marcado sem reconhecer do que se trata a informação. Ao ser apontado, a pessoa recebe em seu e-mail uma notificação e, por curiosidade, logo clica para saber qual é a mensagem ao qual foi atrelada. Aí que está o perigo. Existem três iniciativas a serem tomadas, quando se percebe a situação duvidosa: direcionar o perfil à lista pessoal de bloqueados, desabilitar a marcação na imagem que direciona ao seu perfil e revisar a própria configuração para a ação.
Phishing

Ao contrário do que se imagina, o Phishing é uma armadilha que também existe para encurralar usuários do Facebook e não apenas internautas dos sites convencionais. Apresentam diversas formas e, aqui, podem aparecer em mensagens falsas que sinalizem que o perfil tem um pedido pendente de um amigo ou, então, que a página pessoal foi excluída.  Ao clicar neste link, a pessoa é direcionada a uma página que imita o endereço original da rede social. Neste caso, os internautas devem ter cuidado, mais uma vez, ao clicar em endereços e ao visualizar mensagens, sempre buscando saber a procedência das informações. Além disso, acessar a rede social pela página oficial é a melhor opção.

Enviar brincadeiras pelas redes

Correntes com informações engraçadas, piadas e brincadeiras fazem partem do ambiente da internet e não é diferente nas mídias sociais. Geralmente, quem envia estes conteúdos pede para que a sua rede também redirecione a mais pessoas, pulverizando a informação. Apesar de não conterem links maliciosos, estes dados são difundidos na web como uma praga, espalhando rumores indevidos. Então, por quê receber e repassar mensagens falsas? Além de divulgar ideias ruins, o usuário fica suscetível a outros malefícios, que podem redistribuir um conteúdo mentiroso a toda a sua lista de contatos.

Infelizmente, os criminosos virtuais estão se reinventando e criando, de forma constante, novos métodos para lesar os partidários das redes sociais. Por isso, estar ciente dos tipos de fraudes existentes é uma maneira de se precaver e manter o seu ambiente virtual seguro. Porém, se você já foi vitima de algum conteúdo malicioso nas mídias sociais a opção é limpar seu perfil completamente: remover posts ofensivos e aplicações duvidosas do seu mural e mudar a senha de acesso. Outra recomendação importante é conhecer a área de configurações do Facebook, pois nela é possível saber as melhores práticas para manter a privacidade da sua página e segurança da sua rede de uma forma geral.
Se as redes sociais fazem parte da sua vida, veja também:

NOVA REDE SOCIAL PARA CRIANÇAS TRAZ RECURSOS DE SEGURANÇA PARA OS PAIS.
Fonte:http://olhardigital.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.