sexta-feira, 8 de junho de 2012

Google deixa busca mais inteligente com o Knowledge Graph

A Google está atualmente inserida em muitos outros nichos de mercado, tais como o mercado de dispositivos móveis, com seus aparelhos e sistema operacional, mas ela é conhecida principalmente como Gigante das Buscas e não é à toa. O seu carro-chefe sem sombra de dúvidas é o serviço de pesquisa, usado por sabe-se lá quantas pessoas no mundo todo. E não pense que por atuar também em setores diferentes ela deixou o seu buscador de lado. Voltando às raízes e sendo uma empresa inovadora, além de mostrar que não há concorrente à altura no serviço de busca, ela anunciou hoje mais um recurso que os usuários terão à disposição ao pesquisar alguma coisa na internet. É o Knowledge Graph, algo como Gráfico do Conhecimento. Nome bacana. Mas do que se trata?
É uma melhoria nos algoritmos de busca da empresa, que agora não procura apenas pelas palavras-chave que o usuário digitou. Ele vai muito mais além e reúne termos relacionados, interligados e que serão acrescidos às palavras-chaves, provendo respostas muito mais precisas e inteligentes. Toda informação, traz mais informação agregada. E o Google quer lhe dar isso nos resultados de pesquisa. Em termos práticos, como funcionará?
Digamos que você vai viajar para um outro estado nas férias e queira saber um pouco mais sobre ele. Você digita o nome do estado na barra de pesquisa e, ao lado dos resultados “normais”, com os quais nós já estamos acostumados, ele trará uma barra lateral com informações rápidas e adicionais sobre ele, tais como número de habitantes, extensão territorial, pontos turísticos e curiosidades. A ideia, é prover informação ao usuário de forma que ele não precise sair da página de pesquisa. A não ser que ele queira algo mais detalhado e preciso, aí sim ele terá de entrar em alguma outra página. Veja um exemplo do Knowledge Graph em ação:

Exemplo de uso do Knowledge Graph
A Google deu alguns exemplos de como funcionará o Knowledge Graph. Se você pesquisa por um(a) cantor(a), verá na lateral da página informações úteis, como álbuns lançados, data de nascimento, shows recentes, se tem filhos ou não e por aí vai. A mesma coisa se pesquisar por pintores, atores, cientistas. Se pesquisar por algum produto, informações relevantes e relacionadas serão exibidas da mesma maneira, bem como comentários de pessoas que já usaram ou estão pensando em comprar o produto em questão.
A busca também está mais inteligente, sendo capaz de responder perguntas diretas. Se você perguntar qual a distância do Rio de Janeiro até Fortaleza, ela responderá diretamente, sem rodeios. Mesma coisa se indagar a respeito dos integrantes de determinada banda ou a sua discografia. Filmes daquele diretor obscuro? Ela também responderá com uma lista dos filmes dirigidos por ele e em ordem cronológica. Esse sistema lembra muito o Wolfram Alpha, que também responde aos usuários levando em conta o contexto.
A Google informou que está liberando o Knowledge Graph aos poucos para os usuários, mas somente residentes nos EUA, como sempre. Só deus sabe quando esse recurso chegará para os usuários brasileiros. Enquanto isso, ainda teremos de consultar a Wikipédia para obter informações rápidas. A nova função não estará disponível apenas para os navegadores desktops, a Gigante das Buscas fez questão de deixar claro que aplicativos do Android 2.2 para cima e do iOS 4.0 ou posteriores também serão agraciados. Esta é a Google inovando mais uma vez e tornando sua busca muito mais inteligente e precisa. Podem dizer o que quiserem dela, mas se um dia ela sair do ar, metade do planeta pára!
Fonte: http://www.guiadopc.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.